Bota Walker

Bota Walker

Perante uma entorse do tornozelo de nível 1, 2 ou 3, fratura metatarsiana, lesões nos tecidos moles, no maléolo ou no calcâneo, normalmente é usado o gesso, que é muito pesado, causa fadiga e esforço aos músculos, dificultando o processo de recuperação. A utilização de gesso poderá ainda atrofiar os músculos, impedindo que estes sejam exercitados, bem como prejudicar a circulação sanguínea.


A bota Walker, também designada de bota ortopédica é feita em material plástico, o que a torna mais leve e prática, sendo que, uma das maiores vantagens em relação ao gesso é o facto de permitir que o utilizador a retire em situações pontuais para efetuar a higiene diária ou para inspeção ou tratamento de feridas.


A bota Walker possui uma sola em forma de arco “balancin” que estimula a marcha natural, com articulação fixa a 90 graus, para que apesar de ser exercida carga, não haja movimento no tornozelo ou pé que prejudique a recuperação.


Existe também a bota Walker articulada para processos e fraturas especificas que necessitem de dorso-flexão regulável.


Atualmente, com a utilização desta ortótese já não precisamos impedir a nossa mobilidade do dia-a-dia, permitindo uma reabilitação mais serena e segura.

Leave your reply

*
**Not Published
*Site url with http://
*

Principais marcas comercializadas